Será que tenho doença autoimune?

Confira abaixo como identificar se você tem uma doença autoimune

Olá meus amigos, sejam muito bem-vindos. Hoje vamos responder uma dúvida frequente do consultório: como saber se eu tenho uma doença autoimune. O diagnóstico geralmente é bem difícil por uma série de fatores.

A primeira delas é que os sintomas nem sempre vem em conjunto, às vezes ele vem separado, aparece um em cada momento. Isso dificulta que o médico consiga juntar as peças para formar o quebra-cabeça que é o diagnóstico de uma doença autoimune. O segundo problema é que nem sempre os exames são específicos o suficiente para dar o diagnóstico. Para que o médico consiga dar esse diagnóstico, ele vai precisar juntar uma série de sintomas mais uma série de exames, às vezes até exames demais laboratorial ou até mesmo biópsias. Então como você vai pensar se você pode ter sintomas de uma doença autoimune? 

Veja no vídeo a seguir ou continue por texto logo abaixo.

Dr. Thales Azevedo reumatologista

Dr. Thales Azevedo

Dr. Thales Azevedo é médico Reumatologista em Belo Horizonte com ampla experiência em artrite reumatóide. Com formação e atuação constante em grandes hospitais. Caso precise agende uma consulta com Dr. Thales. Atendemos tanto de forma presencial em nosso consultório de Belo Horizonte quanto por teleconsulta no conforto de sua casa. Clique no link para agendar.

Existem vários sintomas que são bastante sugestivos.  Vamos a eles:

1. Fadiga – aquela sensação de baixa energia, como se você não conseguisse fazer as coisas. Importante diferenciar isso de cansaço, que é uma sensação normal. Importante lembrar ainda que fadiga geralmente tem múltiplas causas como insônia, estresse e depressão.

2. Dor nas articulações – especialmente se essa dor acontecer principalmente pela manhã e melhorar o longo do dia ou após o movimento. Isso é o que nós chamamos de dor articular e inflamatória, e essa dor muitas vezes é associada a doenças inflamatórias como Artrite reumatoide, lúpus, esclerose sistêmica e várias outras.

3. Perda de peso inexplicável – Todo mundo pode perder peso por algum motivo, se estiver tentando, mas de forma inexplicada isso pode chamar atenção e pode ajudar no diagnóstico de uma doença autoimune. Então, se você estiver perdendo uma quantidade considerável de peso, pelo menos 5% em um mês ou mais de 10% em 3 meses, você deveria procurar auxílio médico, incluindo pesquisar se tem uma doença autoimune por trás.

4. Febre não relacionada à infecção – A febre geralmente nos lembra da infecção como uma causa possível, mas durante os períodos de atividades de uma doença autoimune, não é incomum que o paciente tenha febre, uma temperatura um pouco mais baixa.

5. Aumento de glândulas – especialmente parótida e glândulas submandibulares, que podem aparecer em doenças autoimunes, como a síndrome de Sjogren.  

Dr. Thales Azevedo reumatologista

Dr. Thales Azevedo

Dr. Thales Azevedo é médico Reumatologista em Belo Horizonte com ampla experiência em artrite reumatóide. Com formação e atuação constante em grandes hospitais. Caso precise agende uma consulta com Dr. Thales. Atendemos tanto de forma presencial em nosso consultório de Belo Horizonte quanto por teleconsulta no conforto de sua casa. Clique no link para agendar.

6. Dor lombar do tipo inflamatória – Aqui vale o mesmo raciocínio que eu mencionei nas dores articulares. A dor lombar inflamatória é aquela que piora quando você está em repouso, ela vai melhorando ao longo do dia quando você vai fazendo o movimento e tem o seu pior momento durante a madrugada ou pela manhã. Este tipo de dor, especialmente se você for mais jovem e tiver menos de 40 anos de idade, geralmente indica uma doença autoimune, entre elas a espondilite anquilosante, artrite psoríase, doença de Crohn e várias outras.

7. Úlceras orais – Afta é um sintoma bastante frequente na população e na maioria das vezes é relacionado com algum alimento que você consumiu e geralmente tem curta duração. As aftas de doenças autoimunes geralmente perduram pelo menos mais de 10 dias, são geralmente múltiplas e dolorosas.

8. Diarreia – Ela pode acontecer e, na maioria das vezes, é um sinal de infecção. Então, quando você tem um quadro infeccioso ou come algum alimento, você pode ter um momento de diarreia. Mas se isso acontece repetidas vezes, várias vezes ao longo do ano ou do mês, isso pode indicar doenças inflamatórias do intestino, como a retocolite ulcerativa, a doença de Crohn ou outras doenças inflamatórias intestinais.

9. Secura –  dos olhos, boca, às vezes até da região genital, muito frequente na síndrome de Sjogren.

10. Exames – Entre os exames laboratoriais, vários podem indicar doenças autoimunes, como a anemia. Ela pode ser causada por deficiências nutricionais de ferro, vitamina B12, ácido fólico, mas em alguns casos, ela pode indicar doenças autoimunes, como o lúpus, doença inflamatória intestinal, que pode provocar a anemia chamada de doença crônica ou até mesmo provocar essas carências nutricionais. Ainda no hemograma, abaixo dos leucócitos, as células brancas, elas também podem indicar doenças auto-imunes, assim como a plaqueta, que pode ser mais baixa no lúpus, esclerose sistêmica e várias condições. Outros exames que podem aparecer positivo são o fator anti-nuclear, que é um exame não específico de doenças autoimunes. Ele pode aparecer em várias doenças ao mesmo tempo, inclusive ele aparece em pessoas que não têm doença nenhuma. Quando ele aparece, é importante investigar mais a fundo com exames derivados dele, como os anticorpos específicos, como anti-SM, anti-Ro, anti-La, anti-RNP, anti-dsDNA, anti-Ro e vários outros. Outros exames que podem aparecer em doenças autoimunes são a queda dos complementos C3, C4, CH50, que também podem indicar doenças autoimunes.

O fator reumatoide na artrite reumatoide. Um exame que podemos fazer é o HLA-B27, que pode aparecer nas Espondiloartrite. E exames de imagem, como colonoscopia e endoscopia, que são usadas para doenças inflamatórias intestinais.

Então, resumindo, o diagnóstico de uma doença autoimune é muito complexo. Se você tem ou sente algum desses sintomas que mencionei, é melhor procurar assistência médica o quanto antes para alcançar o diagnóstico. Lembrando que sempre que você consegue fazer um diagnóstico mais precoce, você aumenta consideravelmente a chance de ter um tratamento mais adequado

Veja outros posts
Será que tenho doença autoimune?