O período após o parto

Olá, sejam bem vindos. Chegamos à terceira e última parte da série sobre maternidade e pacientes autoimunes. Nesta iremos responder as principais dúvidas que podem surgir no período após o parto, conhecido como puerpério. Você pode ver o vídeo no youtube ou ler as respostas logo em sequência. Até mais.

  1. Os medicamentos passam para o leite materno?

Em alguns casos sim. Por isso é importante saber com seu médico se no seu caso é possível amamentar. Medicamentos como opióides por exemplo passam muito, por outro lado medicamentos biológicos anti-tnf passam muito pouco.

  1. Minha doença pode reativar no puerpério?

Infelizmente pode, especialmente para aquelas mães que já não apresentavam um bom controle de doença antes de iniciar a gestação.

  1. Depois do nascimento, o que devo observar em meu filho?

Em mulheres que apresentam o anticorpo anti-ro é importante observar o surgimento de lesões de pele características do lúpus neonatal. É importante destacar que na imensa maioria dos bebês essas lesões irão desaparecer completamente após um período curto de tempo.

  1. A minipílula pode piorar minha doença autoimune?

É pouco provável que isso aconteça. A minipílula, composta apenas por progesterona, é o método mais escolhido durante a amamentação. Esse hormônio provoca pouca influência na doença.

  1. A doença pode fazer meu corpo demorar mais tempo a voltar ao normal?

Isso geralmente não ocorre. O seu corpo vai seguir o ritmo normal de um puerpério.

  1. Amamentar pode fazer minha doença reativar?

Isso felizmente não acontece, você pode amamentar normalmente. O que pode acontecer em algumas doenças e o aumento das dores devido a posicionamento, mas isso pode ser melhorado com postura adequada.

Espero que tenham gostado. Essa foi a parte 3 da série de maternidade, se você quiser saber sobre o período antes e durante a gestação veja o vídeo 1 e 2. E ajudem a disseminar esse conhecimento compartilhando. Abraços.